A Cultura provou através dos tempos que ela é uma das maiores ferramentas de transformação de uma sociedade, uma criança em contato com a arte nos seus tenros anos de formação, independente de seguir carreira artística, se transforma num cidadão com conceitos humanísticos.

Dizem até, que onde não se tem cultura, e a violência que vira espetáculo.

Contudo, Ribeirão Preto em meio a sua maior crise fiscal e política, ainda pode ostentar com orgulho que mantêm e manterá o maior programa sociocultural do interior de São Paulo.

Desde o ano passado que o vereador Alessandro Maraca é o mediador entre a direção do Programa Kabuki e o Executivo Municipal, com várias reuniões nas Secretarias, de Cultura, da Assistência Social e de Governo.

Essa semana o Governo anunciou que manterá o programa e trabalhará para sua ampliação, a boa nova não seria possível sem a participação direta dos secretários de Governo, Nicanor Lopes (Casa Civil) e  Carlos Cézar Barbosa (Assistência Social) e do próprio prefeito Duarte Nogueira; Maraca fez questão de destacar a ajuda de todos.

“A política só serve se for para mudar a vida das pessoas para melhor, sendo assim, além da satisfação que sinto, quero agradecer o prefeito Nogueira pela sua atitude voltada à população, o ao secretário Nicanor, que já foi vereador e secretário, e que tem a sensibilidade necessária que ajudou muito no entendimento do governo, que sim, precisávamos fazer esse esforço de manter as aulas dessas milhares de crianças nesse projeto transformador”, disse Maraca. 

Expansão

Ainda quando foi secretário Maraca conseguiu com a direção do Kabuki a expansão do Projeto – que acontecia somente nos Centro Cultural Campos Elíseos – para outros três polos: Quintino II, Ribeirão Verde e Vila Tecnológica.

“Naquela ocasião, com a aprovação do projeto cultural via governo do estado, propus esse desafio, de além de ampliar, levar aos bairros mais distantes do centro, o Kabuki; mas tenho que ressaltar que na época, o então promotor e hoje secretário,  Carlos Cézar Barbosa, através do PROCON ajudou na manutenção do projeto, quando a prefeitura não aguentou mais manter; são ações como essa que fazem a nossa cidade ser um lugar melhor de se viver”, completou Maraca.

 

Apoio e parceria

O Programa Kabuki de Cultura é uma ação arte-educativa de formação de jovens em música, dança e teatro. É realizado através de parceria da ACQUARP com a Secretaria da Cultura, com o PROCON de Ribeirão Preto/SP e com a Secretaria Municipal da Assistência Social – SEMAS.

 

1500 alunos em 4 polos.

O programa atende atualmente 1.500 jovens aprendizes de 115 bairros da cidade, em quatro polos, na cidade de Ribeirão Preto, nos bairros Campos Elíseos, Alexandre Balbo, Quintino Facci II e Complexo Ribeirão Verde, disponibilizando 30 profissionais entre funcionários e arte-educadores.

 

Educação para o consumo

Devido a parceria com o PROCON o projeto desenvolverá atividades mostrando aos seus alunos a importância da Educação para o Consumo Consciente, temática que leva ao público uma visão crítica e responsável de seu papel enquanto cidadão e consumidor.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s